Tuesday, October 03, 2006

Política Canhoeira Britânica

Como é sabido os atentados que temos sofrido deve-se à política imperalista das outrora potências ocidentaias - e nesta caso vou destacar a britânica com um exemplo que fui buscar ao blog Res-Publica.

Aí é referida a falta de consideração dos britânicos pelas tradições autóctones, tal como proibir que as viúvas fossem queimadas durante os rituis fúnebres dos maridos.

Eis a resposta arrogante do então Governador da Índia Britânica Sir Charles Napier:

"You say that it is your custom to burn widows. Very well. We also have a custom: when men burn a woman alive, we tie a rope around their necks and we hang them. Build your funeral pyre; beside it, my carpenters will build a gallows. You may follow your custom. And then we will follow ours."

A tal política canhoeira que justifica muita coisa.

5 comments:

Barão da Tróia II said...

Hoje como antes. como dizia o Teddy Roosevelt, diplomaciaé a coisa mais simples do mundo, bastar apertar a mão e levar um pau grande.

AA said...

Artigo de hoje no Mises.org: Let Cultures Play Out Their Own Problems"

João Moutinho said...

Li o artigo.
Vale apena ler.
Mas quetiono-me se certos grandes estadistas, como Pedro o Grande ou o Ataturk, não proibissem de forma brutal hábitos ancestrais os respectivos países não saíriam do marasmo.

AA said...

Há uma grande diferença entre reformar as instituições por decreto e "reformar" a cultura por decreto...

João Moutinho said...

aa,
Perfeitamente de acordo.
Mas às vezes justifica-se a imposição da força. Tal como no caso descrito no post ou na excisão do clistóris, por exemplo.