Monday, November 06, 2006

Alexandre Herculano


Alexandre Herculano nasceu em 1810 em Lisboa, oriundo de uma família modesta, o que não lhe permitiu concluir estudos universitários, tendo-se vindo a tornar um autodidata.

Aos 21 anos envolveu-se na revolta militar contra os absolutistas. Foi obrigado a exilar-se em Agosto de 1831 em França.

No ano seguinte participou na expedição liberalista à Ilha da Terceira como voluntário, e foi um dos 7500 homens de D. Pedro IV a desembarcar no Mindelo e posterior ocupação do Porto.Durante sete anos, foi diretor da "Panorama", revista de caráter artístico e cientifico na qual publicou varias de suas obras. tendo-se dedicado intensivamente à actividade de historiador, pesquisando os mais variados documentos por todo o país. Teceu conflitos ideológicos com o clero porque se negou a admitir como verdade histórica o chamado "milagre de Ourique" – segundo o qual Jesus Cristo aparecera ao rei D. Afonso Henriques naquela batalha.
Também se recusou a aceitar a ligação directa entre a Lusitânia e a formação de Portugal.

A Sua desilusão com a vida pública foi aumentando gradualmente, o que o fez recusar títulos e nomeações e ocupar-se da agricultura em sua propriedade em Vale de Lobos , próximo de Santarém. Mesmo retirado, gozou de grande prestigio até o fim da vida.

Obras principais
Contos e Novelas Históricos
O Alcaide de Santarém (retrata o domínio árabe na Península Ibérica)
Arras pro Forro da Espanha (retrata o reinado de D. Fernando)
A Morte do Lidador-
A dama Pé-de-Cabra (Retrata Reconquista e formação do Estado português)
O Bispo Negro (Retrata Reconquista e formação do Estado português)
O Castelo de Faria (retrata a Revolução de Avis)
A Abóbada (retrata o reindao de F. João I)

Romances Históricos
O bobo
Eurico, O Presbítero (Fala a respeito do fim do Império Godo na região que atualmente compreende a Espanha, diante da conquista dos mulçumanos que avançaram pela maior parte da península Ibérica)
O Monge de Cister
A Voz do Profeta
A Harpa do Crente
Poesias

E uma vasta Obra Historiográfica que inclui quatro volumes da História de Portugal: História da Origem e Estabelecimento a Inquisição em Portugal.

4 comments:

MARTEL said...

Adoro as obras do Alexandre o Herculano, já todos os seus contos e dois dos seus romances (a saber: "O Monge de Sister" e "Eurico, o Presbítero"). Eu costumo dizer que ele é o Walter Scott da língua portugesa.

al cardoso said...

Tambem eu adoro o Herculano, ou nao gostasse eu tanto de historia.

Saudacoes serranas.

João Moutinho said...

Como eu não conheço o Walter Scott (peço desculpa plea ignorãncia), considero que esse tal de Walter Scott é o Herculano da língua angla.
A ver se o Martel faz aqui o seu devido comentário...

Rosângela said...

caros amigos, na opinião de vocês, qual é a melhor obra dele?