Tuesday, November 21, 2006

Gil Vicente



Fala do Lavrador:

Sempre é morto quem do arado há-de viver. Nós somos vida das gentes e morte de nossas vidas;a tiranos, pacientes, que a unhas e a dentes nos tem as almas roídas. Para que é parouvelar? Que queira ser pecadoro lavrador; não tem tempo nem lugar nem somente d'alimparas gotas do seu suor.

Auto da Barca do Purgatório

3 comments:

al cardoso said...

Pois estava muito certo o nosso "Gil" o Vicente.

Saudacoes da "Serra"

Cucagaio said...

E paasados tantos seculos, nada mudou. Isso é que é triste. Obrigado pela visita.

Ferípula said...

Hola! La tristeza del labrador es la alegría de la cosecha...
Y de la ley del sembrador "lo que se siembra se cosecha"...No siempre es tristeza....
o si?

:)
Feripula